Optem Engenharia

Para as Olimpíadas de 2016, são iniciadas as obras de sistema de saneamento que vão despoluir a Marina da Glória

i448976

Começaram as obras de implantação do Sistema de Saneamento da Marina da Glória, realizadas pela Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae), em parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMAC). Com investimento do Governo do Rio de Janeiro, através do Fundo Estadual de Conservação Ambiental e Desenvolvimento Urbano (Fecam), no valor de R$ 14 milhões, as obras devem garantir a permanente balneabilidade de um dos mais importantes pontos turísticos da cidade, onde, durante os Jogos Olímpicos de 2016, serão realizadas as provas de vela.

Serão implantados mil metros de galerias coletoras com 400 a 700 mm de diâmetro e uma estação elevatória de esgotos com capacidade para 450 litros por segundo, totalmente subterrânea, utilizando técnicas avançadas de redução de consumo de energia elétrica e de ruídos, automatização e desodorização. Também será assentada uma linha de recalque com 560 mm de diâmetro para levar os esgotos, captados em cinco pontos de convergência das galerias de águas pluviais (GAPs), da estação elevatória ao Interceptor Oceânico e, por fim, ao Emissário Submarino de Ipanema.dapoxetine

Para minimizar os impactos negativos da obra no trânsito da região, a maior parte das galerias será implantada pelo chamado Método Não Destrutivo (MND), com uso de equipamentos de micro-túnel e através do processo do tubo cravado de concreto com o sistema de transporte por via úmida (Slurry Shield). O método evita escavações e aberturas de valas. As interferências da obra são localizadas, restritas às áreas dos poços de emboque e desemboque. Também torna desnecessário o rebaixamento do lençol freático, tornando mais segura a preservação das vias públicas e edificações, além de trabalhar com ruído reduzido, possibilitando, até mesmo, o trabalho em período integral.

A Galeria de Captação em Tempo Seco, que será construída no prazo máximo de 12 meses, deve retirar da paisagem da Marina da Glória a língua negra histórica existente no local. No evento-teste olímpico, realizado em agosto, atletas criticaram a poluição também nas raias de competição montadas na Baía de Guanabara, mesmo após a qualidade da água nos cinco pontos de competições ter sido testada e aprovada. As medidas para diminuir a poluição também devem beneficiar a Praia Vermelha, na Urca.

//Veja mais em: https://piniweb.pini.com.br/

Leave a Comment